Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é fundamental.

Apoio do IFG para a ação EducaPet de responsabilidade social com o animais do campus Uruaçu

Para: Servidores do IFG, alunos, comunidade externa

(Quer ajudar ou saber mais informações sobre essa causa? Entre em contato no whats app: 62 98593-1311)
O IFG é uma Instituição de educação que tem dentre os princípios norteadores, conforme seu Estatuto:
-compromisso com os direitos humanos, com a justiça social, com a equidade, com a
diversidade, com a cidadania, com a ética, com a preservação do meio ambiente;
-desenvolver ações educacionais, sociais e organizacionais em parceria com outras
instituições públicas de ensino, organizações da sociedade civil e entidades
governamentais;

Ainda no mesmo estatuto, no âmbito das finalidades e características:
-promover o desenvolvimento humano, científico, tecnológico, cultural, a produção e a
transferência de tecnologias sociais, notadamente as voltadas à inclusão social e à
preservação do meio ambiente;

Atualmente existem alguns animais (cães e gatos) vivendo no campus Uruaçu. O Projeto EducaPet surgiu como uma ação voluntária de servidores e estudantes IFG-Uruaçu para promover o bem estar e saúde dos animais que se encontram no campus, bem como das pessoas que frequentam a instituição.

Até o momento, já conseguimos castrar, vacinar, vermifugar e encaminhar para adoção vários animais. O projeto teve um ótimo envolvimento de servidores e alunos, porém necessitamos do apoio do IFG para legitimar o projeto e continuarmos desenvolvendo nossas atividades de forma mais efetiva. São elas:
-Como uma questão de saúde pública, necessita-se vacinar, vermifugar, castrar, consultar ao veterinário (quando necessário), para então encaminhar os animais para adoção responsável. A arrecadação financeira do projeto acontece por meio de doação voluntária;
-Instalação de comedouros e locais de abrigo no campus. Atualmente os animais circulam livremente por vários setores do campus, o que vem gerado transtornos e incômodos. Dessa forma, deve-se setorizar os pontos de alimentação e estadia dos animais mediante instalação de comedouros em locais específicos e estratégicos, distante dos locais de alimentação e de serviços institucionais, para diminuir os incômodos que vêm acontecendo;
-Divulgação das ações nas mídias do IFG, visando amplificar o apoio;
-Promoção de eventos de conscientização sobre o bem estar dos animais, e de solidariedade sobre seus cuidados, visando evitar maus tratos. O público alvo é a comunidade interna e externa;

Salientamos que nosso objetivo é promover cuidado e castração dos animais e destinar para adoção responsável, como vem sendo feito. Porém, reconhecemos que é impossível evitar a entrada dos animais no campus. Sendo assim, necessita-se de uma ação urgente, visando também a saúde pública das pessoas que frequentam o campus. À longo prazo, sem a castração e demais cuidados necessários, o número de animais pode aumentar exponencialmente, bem como o risco de proliferação de doenças. Por isso, o projeto deve crescer para conscientizar a comunidade circunvizinha ao campus sobre o cuidado responsável desses animais, bem como fornecer castração à baixo custo para a comunidade. Dessa forma, espera-se um impacto a curto e médio prazo da redução do número de animais do campus, bem como do abandono nas redondezas.

Como exemplo, outras Instituições de ensino já assumiram a responsabilidade apoiando e desenvolvendo projetos de cunho similar:
-"Projeto Animal UFMS - Campus Campo Grande" da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul ;
-Programa para o desenvolvimento de políticas de proteção, convívio e bem-estar animal na Universidade Federal do Piauí (UFPI);
-“ADOTE UM VIRA-LATA” é um Projeto da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE);
- Projeto Agha (Ação Global Homem-Animal) , da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG);
-UFG em parceria com Associação Protetora de Animais de Catalão (Aspac), iniciam projeto no camps Catalão para reduzir os casos de abandono e orientar sobre cuidados de animais;
-Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UFTPR), cria o projeto AlimentaCão, no qual desenvolveu e instalou alimentadores para animais de rua;
-Universidade de Fortaleza (Unifor) desenvolve projeto para combater o abandono de animais, criando ilhas de alimentação e lazer para os animais;

Os animais não têm culpa e não podemos simplesmente ignorá-los nem retirá-los do campus para que sejam descartados em qualquer lugar. A hora de agir é agora, enquanto o número de animais é pequeno. Precisamos do apoio e autorização da instituição para legitimar nossas ações o mais rápido possível!

Certos de que o IFG, enquanto Instituição de educação, irá cumprir com sua responsabilidade social e com seus princípios norteadores, dando um exemplo de cidadania para docentes, discentes, técnicos administrativos e comunidade externa, conforme ações de outras Universidades, assinamos este abaixo assinado pedindo o apoio institucional.

  1. Atualização #1 Quer ajudar ou saber mais informações?

    Criado em sábado, 9 de março de 2019

    Entre em contato no whats app: 62 98593-1311



Qual a sua opinião?

O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Popular que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixo-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo no seguinte link Contatar Autor
Assinaram o
abaixo-assinado

445 Assinantes

O seu apoio a esta causa é muito importante. Esta causa pode ser a causa de todos. Assine o Abaixo-Assinado.