Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é fundamental.

Abaixo-assinado em defesa do fomento à Ciência pelo Estado de Goiás #EUDEFENDOAFAPEG

Para: Governo do Estado de Goiás

Defendemos que o orçamento para a FAPEG deve cobrir, MINIMAMENTE, as seguintes demandas:

1) O pagamento integral das bolsas de mestrado/doutorado já contratadas pela fundação;
2) Prorrogação de bolsas para os estudantes de mestrado/doutorado que tiveram seus trabalhos impactados pelo distanciamento (e.g. pela impossibilidade de uso de laboratórios, interrupção de coletas de dados e escrita);
3) Novo edital de bolsas para contratação de novos bolsistas;
4) Manter o calendário de editais de projetos de pesquisa.

O conhecimento, de maneira geral, é um pilar fundamental para construção de nossa sociedade. A Ciência e a Tecnologia criam oportunidades de emancipação pessoais e coletivas, além de possibilidades de desenvolvimento econômico e de nos tornarmos soberanos como estado/país. É inegável que os ganhos obtidos por meio da ciência podem aparecer de diversas formas, como o avanço do conhecimento, a formação de profissionais de alto nível e a produção de inovações. Afinal, uma base científica em todas as disciplinas permite que novos desafios que surgem na sociedade sejam enfrentados. Por isso, além da necessidade do fomento á C&T por vias federais, é clara a necessidade do mesmo por vias estaduais. A FAPEG é entidade importantíssima nesse aspecto por, já a vários anos, entender as demandas do estado e fomentar e incentivar a produção científica de maneira bem próxima à nossa comunidade de pesquisadores de Goiás.

Atualmente, com a grave crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), ficou evidente a necessidade de que as comunidades científicas e acadêmicas sejam fortalecidas. Nunca foi tão importante reconhecer o papel que cada uma desempenha. Universidades federais de todo o País têm desempenhado diversas ações de enfrentamento ao vírus, além de pesquisas de possíveis vacinas. Tudo isso tem feito a diferença para amenizar os impactos da pandemia na sociedade. A Universidade Federal de Goiás (UFG), por exemplo, atua de forma efetiva no combate à pandemia. Recentemente, a instituição apresentou um estudo que alertou e ajudou a evitar um colapso hospitalar em Goiás no mês de junho. A universidade trabalha em parceria com o Governo do Estado na promoção de diagnóstico e assistência médica para os doentes, assegurar o cumprimento da política de distanciamento social e traçar possíveis cenários da evolução da Covid-19.

O momento que vivemos nos impõe vários desafios. A crise causada pela pandemia reforça a necessidade de vermos o estado como motor do desenvolvimento e do bem-estar da população. O papel da ciência na sociedade se reforça, além de pelo fato de estarmos isolados devido à falta de tratamentos, remédio e vacinas, mas também pelo importante papel que as universidades públicas e seus pesquisadores tem cumprido durante o período. Algo não menos preocupante é o cenário econômico da população, ameaçada pelo decrescimento e falta de empregos e mercado. Para gerar novas oportunidades e trabalho e a retomada do crescimento também é importante continuar capacitando as pessoas e dando a elas oportunidades. A C&T será necessária não somente para superarmos a pandemia, mas também para garantirmos boas condições econômicas e sociais após a mesma. A FAPEG sempre teve um reconhecido papel e boas relações com a indústria e o empreendedorismo goiano. Sem os fomentos à FAPEG, nosso estado perde postos de trabalho, perde mercado, e perde competitividade.

Até recentemente, a importância da Ciência para o estado de Goiás era reconhecida pela fixação em lei do orçamento gasto na FAPEG. Durante os anos, esse orçamento permitiu a FAPEG custear milhares de bolsas de de mestrado/doutorado e também promover editais de financiamento para pesquisas e demais projetos dos cientistas goianos. No ano de 2019 a Assembleia Legislativa desobrigou o estado a manter o orçamento da FAPEG, por uma emenda ao orçamento impositivo que flexibilizou totalmente os 1,25% de investimentos em C&T. Nos vemos nesse ano, porém, com a necessidade de reforçar os investimentos do Estado de Goiás nessa área. Precisamos continuar investindo na Ciência, quem sabe até mesmo mais do que antes, para garantir que nosso povo encontre as saídas para seus desafios e para garantir o desenvolvimento econômico e social do nosso estado. Investir no orçamento da FAPEG é algo que, para o estado, incorre em baixos custos que trazem importantíssimos benefícios.

É importante ressaltar que a FAPEG atua para fomentar a pesquisa científica, tecnológica e de inovação em todas as áreas do conhecimento, induzir e apoiar pesquisas em áreas estratégicas para Goiás, investir na formação de recursos humanos qualificados para a ciência e a tecnologia, além de apoiar a difusão científica para aumento da competitividade e melhoria do desenvolvimento social e econômico em Goiás e no Brasil.

Todas essas demandas contribuem para o fortalecimento do fomento à pesquisa científica, tecnológica e de inovação do Estado de Goiás. O Estado pode ser um dos maiores representantes da política de Ciência, Tecnologia & Inovação (CT&I) do Brasil, por meio de valores, como transparência, ética, inovação, comprometimento e excelência.

APG - Associação de Pós-Graduandos UFG
Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - Regional Goiás
Sindicato dos Docentes das Universidades Federais em Goiás
ANPG - Associação Nacional de Pós-Graduandos
UEE - União Estadual dos Estudantes


Qual a sua opinião?

O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Popular que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixo-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo no seguinte link Contatar Autor
Assinaram o
abaixo-assinado

429 Assinantes

O seu apoio a esta causa é muito importante. Esta causa pode ser a causa de todos. Assine o Abaixo-Assinado.