Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é fundamental.

Carta aos Engenheiros, Arquitetos e Profissionais em Infraestrutura de MG

Para: Aos Engenheiros, Arquitetos e Profissionais em Infraestrutura de MG

No próximo dia 7 de outubro teremos um encontro cidadão para fortalecer a democracia brasileira. Democracia mais uma vez maltratada num país onde os grupos de poder econômico preferem comprometer o futuro e a soberania do país a construir um projeto inclusivo com mais oportunidades para todos.

Nos últimos quatro anos, com Pimentel Governador, foram enfrentadas as adversidades financeiras e os boicotes políticos do Governo Temer o que obrigou o governo estadual parcelar os salários dos 20% com maior remuneração. Contudo é importante deixar claro que o pagamento dos milhares de servidores públicos estaduais ocorre dentro do mês subsequente ao trabalhado. E, é certo, voltará a ser pago em parcela única no quinto dia útil, quando a conjuntura assim o permitir.

O Governo Pimentel encontrou um enorme passivo de obras, manutenções e projetos paralisados, além de milhões em dívidas a pagar, mas, ainda assim, construiu e recuperou mais de 1300 quilômetros de rodovias e criou condições para que a Cemig voltasse a investir em Minas Gerais e para que a Copasa realizasse investimentos fundamentais visando a segurança hídrica, como a construção da nova captação do Rio Paraopeba, na RMBH, e a construção do sistema complementar no Rio Pacuí, em Montes Claros.

Merece nosso reconhecimento especial o posicionamento firme do Governador Pimentel contra a proposta do Governo Federal de privatizar a Cemig e a Copasa e congelar por quatro anos os aumentos do funcionalismo estadual como condição para a renegociação das dívidas estaduais herdadas de governos anteriores

Além disso, através da Câmara Intersetorial de Infraestrutura, onde a Cemig, a Copasa e a Cohab, ao lado das Secretarias de Meio Ambiente, Transportes e Obras, Cidades e da Agência de Desenvolvimento da RMBH, em conjunto com representantes do setor produtivo como Sinduscon, CMI/Secovi e Sicepot, esta gestão conseguiu destravar um imenso conjunto de licenciamentos ambientais e de projetos nas áreas de energia elétrica e de saneamento.

Também houve avanços importantes no planejamento urbano, que podem ser exemplificados na consolidação do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado da RMBH, na elaboração do Plano Metropolitano de Mobilidade, na licitação do Plano estadual de saneamento e nas assessorias técnicas às prefeituras municipais para a elaboração ou revisão de seus planos municipais. Ao mesmo tempo tivemos avanços importantes na participação social e no planejamento participativo e descentralizado, nos 17 Territórios de Desenvolvimento.

Se houve coragem e muito foi feito na adversidade, muito ainda há que ser feito para Minas Gerais continuar avançando, principalmente se pudermos contar com um governo federal democrático e republicano, que reconheça a importância de Minas para o país e volte a investir no Estado.

Estamos certos que o processo de diálogo, de respeito e valorização dos profissionais e empresas das áreas de infraestrutura e políticas urbanas, bem como com dos demais setores da sociedade, que tiveram uma acolhida significativa e isenta de privilégios no Governo Fernando Pimentel, devem ter continuidade.

Pelo que já foi feito com tão pouco e tantas adversidades e pelo muito que ainda há para ser feito por Minas Gerais, é que conclamos a todos apoiar e votar em Pimentel/Jô Morais - 13.


Qual a sua opinião?

O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Popular que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixo-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo no seguinte link Contatar Autor
Assinaram o
abaixo-assinado

1 Assinante

O seu apoio a esta causa é muito importante. Esta causa pode ser a causa de todos. Assine o Abaixo-Assinado.